Produtos

Síndroma

As lágrimas são muito mais do que simples água…

Na verdade, o filme lacrimal existente na superfície dos nossos olhos possui uma estrutura muito complexa. Ele consiste numa fina camada externa de gordura, que evita que as lágrimas se evaporem muito rapidamente. Por baixo encontra-se a camada aquosa de lágrimas, que desempenha um papel importante no abastecimento das células da superfície ocular com oxigénio e nutrientes. Para que as lágrimas se distribuam bem na vista, a posição mais interior do filme lacrimal é formada por uma camada mucosa, designada de camada de Muzin, que adere bem às células da córnea e da conjuntiva do olho (fig. 1).

 

  1. Camada lipídica
  2. Camada aquosa
  3. Camada mucínica
  4. Superfície da córnea

 

Se o filme lacrimal se romper

Se a composição do líquido das lágrimas for alterada ou se as glândulas lacrimais não produzirem suficientemente o líquido necessário, pode verificar-se o rompimento do filme lacrimal (fig. 2). A consequência: As células nesta área do olho já não são abastecidas com oxigénio e nutrientes. As pessoas afetadas sentem que as células são danificadas, sob a forma de comichão ou sensação de ardor nos olhos ou até de uma sensação de corpo estranho, frequentemente associada a uma dor forte. Em estádios avançados, podem ocorrer ferimentos superficiais da córnea e da conjuntiva do olho.

Ácido hialurónico de cadeia longa: garantia de humidificação ideal

O ácido hialurónico que é também produzido naturalmente no organismo é idealmente adequado para uma hidratação intensiva e sustentável dos olhos. Devido à sua estrutura química, o ácido hialurónico aglomera uma múltipla parte do seu próprio peso em água, retendo-a. O ácido adere de uma forma excelente à superfície ocular, formando uma película de humidade uniforme e estável. É particularmente adequado a utilização de moléculas de ácido hialurónico de cadeia longa, tal como elas são utilizadas em todas as gotas oftalmológicas da linha de produtos HYLO EYE CARE. As cadeias longas de ácido hialurónico podem armazenar mais humidade e, simultaneamente, aderir por mais tempo à superfície ocular. Para uma humidificação mais intensa e duradora.

Sem fosfatos nem conservantes

Os conservantes que impedem uma contaminação bacteriana das gotas oftalmológicas durante o armazenamento e a aplicação, podem danificar as células da superfície ocular. Estas substâncias podem destruir o filme lacrimal natural e ser também a causa de reações de incompatibilidade¹. Os modernos produtos substitutos de lágrimas, ou seja, de lubrificação ocular, devem ser por essa razão completamente livres de conservantes¹.

Além de conservantes, os fosfatos frequentemente contidos nas gotas oftalmológicas podem ter um efeito prejudicial, se a córnea já estiver danificada². Devido à reação com o cálcio que é libertado das células de uma córnea danificada, poderá verificar-se o aparecimento de cristais dificilmente solúveis, que dão origem a depósitos de cálcio, diminuem permanentemente a capacidade de visão e apenas podem ser removidos através de intervenção cirúrgica.  Portanto, as gotas oftalmológicas destinadas ao tratamento de olhos secos e lesados, não deverão conter conservantes, nem fosfatos.

Outros produtos